Dicas para ser mais organizado Com Seu dinheiro


Se você tiver problemas para chegar ao final do mê, se sua conta for executada muito rapidamente sem fundos, será bom aprender uma pequena organização econômica para poder passar o mês inteiro com dinheiro e sem preocupações. 

Mas ser organizado com dinheiro não implica em fazer um orçamento e ficar estritamente com ele, vai mais além. De como vamos explicar como ser mais organizado com dinheiro para equilibrar suas finanças.

1° Passo:

Todo mês temos que lidar com alguns pagamentos (eletricidade, água, telefone, comunidade de vizinhos, seguro de carro, etc.) para não ficarmos loucos com todas as contas, a primeira coisa a fazer é acertar todas as contas e pegar a segunda via em uma conta e pagá-los automaticamente no mesmo dia de cada mês. 

Dessa forma, garantiremos o pagamento pontual das faturas e economizaremos multas ou penalidades por atrasos.

2° Passo

Outro aspecto muito importante é ter as contas bancárias organizadas. Se tivermos contas em bancos diferentes, podemos tentar agrupá-los todos na mesma entidade, o que, por exemplo, nos economizará comissões ao transferir dinheiro de uma conta para outra. 

Nós também ganharemos tempo ao fazer arranjos. Se você tiver contas que não usa, feche-as. Você tem que pagar os custos de manutenção, então você vai salvá-los e você terá seu dinheiro muito mais organizado.

3° Passo

Se você deseja salvar, registre as despesas do dia-a-dia. No início de anotar todas as suas despesas, de ir para o pão para comprar a semana no supermercado, pode ser um pouco pesado, mas pouco a pouco você vai se acostumar com isso. Você também deve observar se você paga em dinheiro ou com um cartão.

4° Passo

Depois de algumas semanas anotando as despesas – um mês é um bom momento – você pode dividi-las em categorias. Uma pode ser as despesas da casa, outra a comida, o lazer, as roupas, as contas domésticas, etc. 

Dentro de cada categoria, você pode diferenciar entre pagamentos feitos em dinheiro e aqueles feitos com cartão de crédito. Mês a mês você pode comparar suas despesas em cada categoria e saber com o que você gasta mais.

5° Passo

Depois de analisar as despesas que você pode estudar, se você está mais interessado em usar o dinheiro ou cartões, saber quando eles vão alcançar os recibos mais importantes e ajustar outras despesas, como categoria de entretenimento, não desequilibrar suas contas. 

Pouco a pouco você vai descobrir o que você gasta mais, mas se você começar a planejar suas despesas, você será capaz de equilibrá-las e começar a economizar.

Vantagens de fazer uma previdência privada

Se você está planejando o futuro com uma aposentadoria, uma ótima opção é investir em uma previdência privada. Você irá fazer uma reserva financeira para complementar o seu benefício de INSS.

Os rendimentos da previdência privada são bem satisfatórios, com baixos custos de taxa de administração. Ela é uma excelente alternativa para você que deseja ter uma renda maior no futuro.

Além de vantajosa, a previdência privada tem características próprias, excelentes para te ajudar financeiramente.

Quais as vantagens da Previdência Privada?

Conheça cinco vantagens de fazer uma previdência privada:

1 – Sucessão Patrimonial

Embora sempre pensamos em fazer uma previdência privada para usufruir de seus benefícios, nunca se sabe o dia de amanhã. E, por isso, podemos não utilizar dessas vantagens.

Sendo assim, se acontecer alguma fatalidade, seus herdeiros diretos podem resgatar o capital investido sem muita burocracia e sem a necessidade de um inventário.

2 – Desconto no imposto de renda

Uma grande vantagem de investir na previdência privada é o desconto no imposto de renda. Para consultar os benefícios, é necessário ter a orientação do seu contador.

3 – Fácil investimento

Caso você tenha dificuldades em manter a sua poupança, investir em uma previdência privada é o ideal. Ao estabelecer o acordo, a quanti mensal será separada e você não se preocupa em fazer ou não um depósito. Afinal, o pagamento da parcela é um investimento para o seu futuro. Além disso, é possível alterar o valor que será pago ou, até mesmo, suspender esse investimento por um específico prazo. A data de pagamento pode ser de acordo com as suas condições.

4 – Opções variadas de resgate

Se você quer resgatar o valor total, terá uma série de opções para isso. As mais comuns são o integral ou parcelado. Na segunda opção, é possível estipular o valor, como se estivesse recebendo um salário complementar.

É importante ressaltar que esse valor será usado como você desejar. O dinheiro é seu, não sendo necessário ser gasto com algo específico. Pode ser para complementar a renda ou usar em algo emergencial.

5 – Rentabilidade

A renda da sua previdência privada será de acordo com o plano escolhido. Existem os mais vantajosos, que investem mais, e outros menores, para quem deseja pagar somente o necessário.

A previdência privada também tem uma forma de tributação diferenciada, sendo, na maioria das vezes, esse benefício que faz a total diferença na hora de resgatar o valor.

 

Conheça os Tipos de previdência privada

Você pode contratar os seguintes tipos de previdência privada:

  • Previdência individual: para você que está fazendo planos para a aposentadoria, é o plano ideal;
  • Previdência infantil: para você investir no futuro do seu filho ou de outra criança que você ama;
  • Previdência empresarial: para você que deseja investir no futuro dos seus funcionários e beneficiá-los com uma aposentadoria justa.

As vantagens de investir em uma previdência privada são inúmeras, não somente para você, mas ajudando a garantir um futuro melhor para a sua família também.

Planejar o futuro é uma forma de amor! Invista em você e em sua família!