Confira alguns cuidados necessários ao meio ambiente em construções

Se, há alguns anos, o cuidado com o meio ambiente e a sustentabilidade não eram fontes de preocupação entre as pessoas, hoje isso mudou. Por conta de problemas como o aquecimento global, a extinção de espécies e o aumento no nível do mar, as pessoas estão cada vez mais conscientes da importância de se levar um estilo de vida mais verde.

Uma das principais consequências dessa mudança de mentalidade é a alteração no perfil desses indivíduos enquanto consumidores: se antes a relação custo-benefício era o que mais importava, atualmente não é raro que eles prefiram empresas que tenham a sustentabilidade como um de seus pilares, mesmo que isso signifique pagar um pouco mais.

 

A boa notícia é que, independentemente do ramo de atuação da sua empresa, é perfeitamente possível adaptar suas atividades, reduzindo o impacto delas perante a natureza. Continue lendo e confira algumas dicas de ouro nesse sentido para a construção civil:

 

1.  Contratação de uma consultoria ambiental

Com as pessoas exigindo que as empresas tenham uma postura mais verde durante suas atividades, cada vez mais profissionais têm optado por se especializar nessa área. Isso, por sua vez, faz com que encontrar consultoria ambiental SP nunca tenha sido tão fácil quanto é agora.

 

No caso da construção civil, é muito importante que um especialista dessa área seja somado à equipe regular da obra, como operários, engenheiros e arquitetos. Isso porque, ele será capaz de propor soluções para mitigar o impacto ambiental causado pela rotina de trabalho, o que não apenas melhora a reputação do empreendimento perante o público como, também, reduz as chances da aplicação de sanções por parte do poder público. Entre as tarefas que podem ser realizadas por ele, estão:

  • Estudo de leis e normas regulamentadoras do setor;
  • Aconselhamento a respeito das exigências legais;
  • Proposição de alternativas mais verdes de procedimentos e materiais;
  • Supervisionar a gestão de resíduos.

 

Deste modo, ele garante que a sua obra seja mais verde em todos os sentidos.

 

2.  Uso de componentes reciclados

Por mais que o impacto ambiental causado pela construção em si seja considerável, há outro aspecto que deve ser considerado: o impacto gerado pela fabricação dos materiais usados na construção. A boa notícia é que ele pode ser reduzido de uma maneira muito simples: basta optar por usar materiais reciclados, sempre que isso for possível.

 

Essa medida, apesar de simples, é tão eficiente que, aos poucos, já está virando lei. Um bom exemplo disso foi uma norma, publicada pelos estados de São Paulo e do Rio de Janeiro, que prevê o uso apenas do lençol de borracha reciclado no asfalto. Afinal, por mais que o lençol de borracha preço possa ser um pouco mais caro quando se considera esse tipo de produto, o impacto ambiental gerado por sua produção é muito menor.

 

3.  Cuidado ao realizar intervenções no terreno

Não há nada mais equivocado e superficial do que pensar que a construção civil se limita a erguer estruturas e, assim, edifícios: além disso, também há a necessidade de se realizar alguns procedimentos no terreno, tanto para verificar se ele é adequado ao projeto que será desenvolvido quanto para fazer correções que sejam necessárias para tal.

 

Entre os procedimentos mais usados para certificar que o terreno garantirá a segurança e a estabilidade da obra, está o projeto de drenagem. Como o seu próprio nome diz, trata-se de uma solução para redirecionar líquidos que possam estar presentes no terreno, e assim, prejudicar a estabilidade da construção sobre ele erguida. Porém, é preciso ter em mente que ele deve sempre ser realizado com cuidado: erros podem causar a contaminação de fontes de água, como o lençol freático, o que, por sua vez, tende a gerar um impacto ambiental de grandes proporções. A intervenção, portanto, deve ser bem planejada.

 

4.  Providencie a gestão de resíduos líquidos

Boa parte das atividades comerciais gera algum tipo de resíduo. No caso da construção civil, essa também é uma preocupação após a conclusão dos trabalhos: uma vez que o imóvel esteja pronto e seja usado, será preciso encontrar uma forma de lidar com os resíduos gerados pelos moradores, ou por quem frequentar o local.

 

A boa notícia é que existem várias maneiras de se fazer isso. Uma delas é providenciando a instalação de uma estação de tratamento de esgoto, mais conhecida como ETE compacta. Como o seu próprio nome diz, ele neutralizará os dejetos, o que, por sua vez, permite o seu reaproveitamento ou, até mesmo, seu retorno à natureza.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *