Guia completo do intercambio na Austrália

Nos últimos anos a Austrália tem sido destino de muitos brasileiros. Talvez porque seu clima tropical é muito parecido com o nosso e torna muito mais agradável a adaptação dos intercambistas saídos do Brasil.

Outro possível motivo é que os trâmites legais para tirar o visto para a Austrália sejam muito mais simples, do que em relação a outros países.

Pensando em te orientar neste intercâmbio, listamos um guia com informações que lhe serão muito úteis. Confira então:

Guia completo do intercambio na Austrália

Visto para a Austrália

O visto para a Austrália é extremamente descomplicado de tirar. O processo é todo online, e o intercambista pode fazer os procedimentos sem mesmo sair de casa. Por não ter que pegar filas em consulados, ou marcar entrevistas que pedem milhões de documentos, os brasileiros têm preferido tirar o visto para a Austrália.

A imigração australiana facilita ainda mais o processo, colocando à disposição do intercambista uma plataforma especialmente desenhada para tirar visto. O requerente coloca todas as informações relevantes no sistema, relacionada com passagens, estadia, seguro viagem, matrícula no curso, e dinheiro reservado para a duração da estadia.

Após terminados os trâmites, o solicitante do visto espera a confirmação em casa. E se tudo estiver em ordem a permissão de visto é enviada por e-mail. Aí o aluno imprime e leva consigo durante a viagem.

Para garantir a aprovação do visto, o candidato terá que comprovar matrícula em algum curso com mais de 12 semanas de graduação. Há ainda o veto a qualquer um com antecedentes criminais, e a apresentação de uma quantia mínima determinada que será usada para se manter durante o primeiro ano no país. Além de tudo, recomenda-se a contratação de um seguro viagem específico para intercâmbio, que é diferente do seguro viagem tradicional, com uma cobertura mais ampla e menos carências.

Moradia e trabalho na Austrália

Muitas cidades australianas são constantemente citadas como ótimas cidades para estudar e morar, por isso atraí tantos turistas querendo aprender inglês ou fazer uma graduação.

Por ano, a Austrália recebe cerca de 200 mil estudantes estrangeiros, o que aumenta em muito a taxa de universitários no país. Quase metade deles é vinda de fora.

Uma ótima opção para morar na Austrália é Sydney. Muitas vezes confundida como a capital da Austrália, Sydney é a maior cidade do país e abriga muitas opções culturais e ótimas instituições de ensino.

Outra opção é Melbourne, similar a Sydney em muitos aspectos, principalmente nas semelhanças culturais. Ambas oferecem uma enorme diversidade cultural e artística, com excelentes opções de cultura que vão de música clássica até uma arte mais urbana, com presença marcante de artistas periféricos.

Opções de estudo na Austrália

A maioria dos intercambistas brasileiros que escolhem a Austrália como destino estão matriculados em cursos de inglês. A procura por intercâmbio no país é tanta que existe o Cadastro de Instituições e Cursos para Estudantes Estrangeiros da Commonwealth, que regulamente a autoriza as instituições cadastradas a aceitar alunos estrangeiros.

O estudante intercambista de graduação na Austrália estão em menor número, porém não são poucos. Estima-se que 2 de cada 5 estudantes universitários na Austrália sejam estrangeiros. Os cursos de graduação na Austrália variam de 2 a 5 anos, o que limitaria o tempo da estadia do estudante.

Para os estudantes de inglês a gama de opções é muito vasta e compreende mais de 1000 instituições, com a qualidade mantida pelo próprio governo australiano. Há ainda a possibilidade de um intercambista trabalhar em meio período durante o ano letivo, e um emprego em tempo integral no período de férias.

Agora que você já conheceu as opções para estudar e morar na Austrália, já pode começar a cotar passagens, hospedagem, seguro viagem para intercâmbio, e locais para estudar. Se você possui o desejo de estudar fora para aprender inglês ou mesmo fazer um curso de graduação, a Austrália pode ser o seu destino.

Uma recomendação pessoal, é que procure desvincular o preço do Seguro Viagem do seu pacote. O preço é muito menor, se você adquirir ele a parte. Opte por um cotador que faça a comparação com diversas situações, como é o caso da www.multiseguroviagem.com.br.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *